longos papos



O texto a seguir foi feito para o instagram, mas ele explica o que espero dos diálogos do site:


"Muitas vezes fotos são indutoras da auto expressão, mas não digo o ato de fotografar, e sim de entender o que uma foto antiga desperta nos meus sentidos. Escolho alguma imagem para revisitar e quando vejo, me pego comentando sobre ela e alcançando profundezas que não planejava e criando um novo território que não é o mesmo presenciado na hora do clique. Agora por exemplo, só estava cumprindo com a pseudo-organização de um feed do instagram com fotos que já havia separado, mas como se lá atrás eu houvesse escolhido as cartas de um tarô pessoal, ela me abre caminhos para o que quero sentir hoje ou do que estou sentindo falta. E no fim, esta foto me trouxe muito mais palavras do que escrevo aqui, mas acho que ficaram pessoais demais para compartilhar. A fotografia tem diversas potências e formas de ser.


Bom, estou há algumas semanas desenvolvendo um site com objetivo de ser tão transparente e hidratado quanto essa cena. O que mais me motiva, além de organizar quem sou e como me apresento na fotografia e também criar uma nova ponte de contato com clientes, é ter um espaço para esse tipo de diálogo entre eu e minhas fotos. Batemos longos papos.


Estou superanimada para finalmente deixar ele andar com as próprias pernas, e animada também por criar um espaço mais calmo e contemplativo de observação. O Instagram tem suas vantagens de alcance, mas não queria que essa rolagem frenética de feed fosse a única forma de comunicação. E botei muito do meu esforço e recomeços nesse objetivo. Então, para quem acompanhou até aqui, vai saber de primeira mão que amanhã divulgo certinho. Apenas estarei trabalhando hoje nos últimos detalhes para enfim me desapegar desse estado embrionário. Beijos 🌿🚣‍♀️"